Papa Francisco: alguns exploraram a morte de Bento XVI para criar partidos a partir de posições teológicas

Mais Lidos

  • As responsabilidades das Forças Armadas no golpe. Artigo de Jean Marc von der Weid

    LER MAIS
  • “Gostaria de mais casos de anulação de casamento. Ajuda a curar o sofrimento da separação”, afirma cardeal Zuppi

    LER MAIS
  • Terra Yanomami tem 363 mortes registradas no 1º ano do governo Lula

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

06 Fevereiro 2023

O duro e inusual ataque do Pontífice: "Creio que a morte de Bento tenha sido explorada por pessoas que querem puxar água para o seu moinho. E aqueles que exploram uma pessoa tão boa, tão de Deus, diria quase um santo padre da Igreja, eu diria que são pessoas não éticas, são pessoas de partido, não de Igreja... vê-se por toda parte, a tendência de criar partidos a partir de posições teológicas."

A comentário é publicado por Il sismógrafo, 05-02-2023. A tradução é de Luisa Rabolini.

Da conferência de imprensa do Papa ao regresso da África. Pergunta nº 5 de Alexander Hecht (ORF TV)

Pergunta

Nos últimos dias falou-se muito de unidade, houve também uma demonstração de unidade da Cristandade no Sudão do Sul, também de unidade da própria Igreja Católica, gostaria de lhe perguntar se o senhor sente que depois da morte de Bento XVI foi mais difícil o seu trabalho e sua missão, porque se fortaleceram as tensões entre as diferentes alas da Igreja Católica?

Papa Francisco

Sobre este ponto, gostaria de dizer que pude falar sobre tudo com o Papa Bento. (Inclusive para, ndr) mudar de opinião. Ele estava sempre ao meu lado, apoiando e se tinha alguma dificuldade ele me falava e conversávamos. Não havia problemas. Uma vez falei do casamento de pessoas homossexuais, do fato de que o matrimônio é um sacramento e que nós não podemos fazer um sacramento, mas que existe a possibilidade de garantir os bens por meio da lei civil, que começou na França… qualquer pessoa pode fazer uma união civil, não necessariamente como casal.

Por exemplo, as idosas que estão aposentadas... porque se podem ganhar muitas coisas. Uma pessoa que se considera um grande teólogo, através de um amigo do Papa Bento, foi até ele e apresentou uma denúncia contra mim. Bento não se assustou, chamou quatro cardeais teólogos de primeiro nível e disse: expliquem-me isso e eles explicaram. E assim a história terminou. É um exemplo para ver como Bento se movia quando havia uma denúncia. Algumas histórias que se contam, que Bento estava amargurado com o que o novo Papa havia feito, são histórias de "telefone sem fio" (o Papa usa a expressão "histórias chinesas" para significar isso, ndr).

Aliás, eu consultei Bento para algumas decisões a serem tomadas. E ele estava de acordo. Estava de acordo. Acredito que a morte de Bento foi explorada por pessoas que querem puxar água para o seu moinho. E aqueles que exploram uma pessoa tão boa, tão de Deus, eu diria quase um santo padre da Igreja, diria que são pessoas não éticas, são pessoas de partido, não de Igreja... se vê em todos os lugares, a tendência de gerar partidos a partir de posições teológicas. Essas coisas cairão por si mesmas, ou se não caírem continuarão como aconteceu muitas vezes na história da Igreja. Eu quero claramente dizer quem era o Papa Bento, ele não era um amargurado”.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Papa Francisco: alguns exploraram a morte de Bento XVI para criar partidos a partir de posições teológicas - Instituto Humanitas Unisinos - IHU