Sobre o clima, Biden duplica Obama. Empenho em reduzir até 52% das emissões até 2030

Mais Lidos

  • Varsóvia e Gaza: 80 anos depois, dois guetos e o mesmo nazismo... e a mídia finge não ver o Terror de Estado de Netanyahu. Artigo de Luiz Cláudio Cunha

    LER MAIS
  • A 'facisfera' católica: jovens sacerdotes ultraconservadores que rezam no YouTube pela morte do Papa Francisco

    LER MAIS
  • A fé que ressurge do secularismo e do vírus. Artigo de Tomáš Halík

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

23 Abril 2021

 

O anúncio na Cúpula do Clima, os Estados Unidos duplicam a meta dos acordos de Paris de 2015.

A reportagem é publicada por Huffington Post, 22-04-2021. A tradução é de Luisa Rabolini.

Reduzir as emissões de combustíveis fósseis dos EUA em 50-52% até 2030. É o empenho que Joe Biden anuncia na cúpula do clima global, que dobra as reduções que o governo Obama se comprometeu a fazer no histórico acordo climático de Paris de 2015.

“Estamos determinados a agir. Ao responder e combater as mudanças climáticas, vejo uma oportunidade de criar milhões de empregos. É a década decisiva para evitar as piores consequências: devemos agir. Esta cúpula é o primeiro passo no caminho que devemos seguir juntos”, disse o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, da Sala Leste da Casa Branca, dando início aos trabalhos da cúpula. “Tomar medidas contra as alterações climáticas é um imperativo moral e econômico”, uma intervenção pode “criar milhões de empregos”. 

Joe Biden na Cúpula do Clima 2021. (Foto: The White House)

Os Estados Unidos, portanto, aproveitam a ocasião do Dia da Terra para anunciar seu retorno a uma posição de liderança global na questão, estimulando assim outros países a segui-los no mesmo caminho. O anúncio de Biden também constitui um avanço significativo também no que diz respeito aos compromissos assumidos pelo governo Obama, a saber, uma redução entre 25 e 28% até 2025", para sinalizar que a decisão de Biden de reingressar no Acordo de Paris sobre as alterações climáticas é apenas o início de um esforço agressivo que também inclui tentar impelir outros países na mesma direção”, escreve o The New York Times.

 

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Sobre o clima, Biden duplica Obama. Empenho em reduzir até 52% das emissões até 2030 - Instituto Humanitas Unisinos - IHU