Cardeal francês condenado por negligência: “Os eclesiásticos não estão acima da lei”, afirma Hans Zollner

Mais Lidos

  • O Papa Francisco desafiou os teólogos. Mas somos ousados o suficiente para responder? Artigo de Agbonkhianmeghe Emmanuel Orobator

    LER MAIS
  • Por um novo humanismo planetário. Artigo de Edgar Morin

    LER MAIS
  • A denúncia da ONU: “Os palestinos em Gaza vivem em total horror”

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

08 Março 2019

Visitando esta manhã a Pontifícia Universidade Comillas, o responsável pela Comissão do Vaticano sobre a Proteção de Menores, o jesuíta Hans Zollner, referiu-se à pena do cardeal Barbarin, indicando que “não conheço o contexto judicial. O que posso dizer é que, se há uma negligência comprovada, tem que cumprir uma pena. Os eclesiásticos não estão acima da lei”.

A informação é publicada por Religión Digital, 07-03-2019. A tradução é de André Langer.

“O abuso sexual e a violência contra meninos e meninas são uma realidade muito séria e muito grave, e, por isso, a Igreja precisa investir muito na prevenção, para tornar seus lugares e instituições lugares seguros”, ressaltou o jesuíta. Além disso, ressaltou que, no caso dos abusos de menores, e de religiosas, “infelizmente, não são uma coisa nova. Muitos dos casos ocorreram há 30, 50 ou 70 anos. Não estou dizendo que não há casos atuais, mas quase todos os casos de abusos – por exemplo, na Alemanha ou na Pensilvânia – ocorreram nos anos 50 ou 60. Depois de 2002, na Filadélfia, apenas três novos casos foram registrados”.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Cardeal francês condenado por negligência: “Os eclesiásticos não estão acima da lei”, afirma Hans Zollner - Instituto Humanitas Unisinos - IHU