Boletim temático: violência na Região do Vale do Rio dos Sinos

  • Terça, 27 de Fevereiro de 2024

O ObservaSinos - Observatório da Realidade e das Políticas Públicas do Vale do Rio dos Sinos, inicia hoje um novo formato de publicação de dados. Os boletins temáticos serão compostos por recortes de dados relativos a Região Metropolitana de Porto Alegre, ao Vale do Rio dos Sinos e ao município de São Leopoldo. Serão utilizados dados públicos de organizações municipais, estaduais e federais.

O primeiro boletim de 2023 trata dos dados de violência contra a mulher e estatísticas de violência no geral, ambos para o Vale do Rio dos Sinos. A escolha de publicar sobre o tema se dá pela proximidade com o Dia Internacional da Mulher e pela disponibilização dos dados relativos a todo o período de 2022 no Estado do Rio Grande do Sul pelo Observatório Observatório de Segurança Pública do Estado do Rio Grande Do Sul, um parceiro do ObservaSinos.

Ao longo do ano pretendemos publicar mais versões do boletim, com temáticas importantes para a região e para a discussão pública do momento. O objetivo principal é colaborar, através da análise e sistematização de dados, para uma melhor qualidade do debate e trazer a atenção da sociedade e poder público para o que está acontecendo na região.

Clique aqui para acessar na integra.

Construção civil alavanca aumento de postos de emprego em outubro no Vale do Sinos

  • Terça, 27 de Fevereiro de 2024

No Vale do Sinos, postos de emprego aumentaram em outubro, com destaque à construção civil. Setor tem sido a aposta para retomar o crescimento do país, mas é a atividade econômica que mais mata trabalhadores no Brasil, conforme pesquisas.

O Observatório da realidade e das políticas públicas do Vale do Rio dos Sinos – ObservaSinos, programa do Instituto Humanitas Unisinos – IHU, acessa, mensalmente, os dados da movimentação no mercado formal de trabalho nos territórios do Vale do Sinos a partir do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – CAGED do Ministério do Trabalho – MTE.

tabela 01 apresenta a movimentação no mercado formal de trabalho em outubro de 2016 nos territórios do Vale do Sinos. Destaca-se aumento de 979 postos de emprego no mês e 951 no acumulado do ano.

Ainda assim, nos últimos 12 meses, há redução de 6.707 postos de emprego, dos quais 1.559 em Novo Hamburgo, município com a maior redução na região. Neste período, São Leopoldo e Sapucaia do Sul possuem a segunda e a terceira maiores reduções, com -1.317 e -1.214, respectivamente.

No mês de outubro de 2016, São Leopoldo apresentou o maior aumento de postos de emprego: 489 frente a 440 em Canoas e 178 em Nova Hartz. Novo Hamburgo novamente registrou a maior queda, com 123 postos reduzidos.

A tabela 02 apresenta a movimentação no subsetor da construção civil no mercado formal de trabalho em outubro de 2016 nos territórios do Vale do Sinos. Este subsetor apresentou aumento de 467 postos no último mês.

Canoas foi o município responsável pelo aumento, com criação de 600 postos no mês. No acumulado anual, o município registra alta de 443 postos e nos últimos 12 meses, 414 postos.

Dos 14 municípios da região, metade obteve queda de postos de emprego neste setor econômico, mas a mais acentuada ocorreu em Nova Santa Rita, onde houve redução de 109 postos.

O setor da construção civil tem sido aposta para retomar o crescimento e a geração de empregos no país. Segundo os indicadores oficiais disponíveis, a construção civil é a atividade econômica que mais mata trabalhadores no Brasil.

 

Por Marilene Maia e Matheus Nienow