Bispo Bätzing: A questão do sacerdócio feminino está sobre a mesa

Mais Lidos

  • A 'facisfera' católica: jovens sacerdotes ultraconservadores que rezam no YouTube pela morte do Papa Francisco

    LER MAIS
  • Varsóvia e Gaza: 80 anos depois, dois guetos e o mesmo nazismo... e a mídia finge não ver o Terror de Estado de Netanyahu. Artigo de Luiz Cláudio Cunha

    LER MAIS
  • A fé que ressurge do secularismo e do vírus. Artigo de Tomáš Halík

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

28 Novembro 2022

A "questão das mulheres" é muito debatida na Igreja Católica. O Vaticano não vê espaço para mudanças na questão do sacerdócio feminino. Para o bispo Georg Bätzing, porém, a questão não foi esclarecida.

A reportagem é publicada por Katholisch.de, 25-11-2022.

O bispo de Limburgo, Georg Bätzing, não quer aceitar um não inabalável do Vaticano ao sacerdócio feminino. Mesmo que Roma veja este ponto como resolvido, ainda é uma questão urgente, disse Bätzing, de acordo com a assessoria de imprensa da Diocese de Trier na quinta-feira no Fórum Católico de Koblenz: "Está sendo perguntado e, portanto, está sobre a mesa. " Durante a visita ad limina dos bispos alemães ao Vaticano na semana passada, os chefes da Cúria deixaram claro que a questão de saber se as mulheres podem se tornar padres não é negociável.

Bätzing, por sua vez, enfatizou que as mulheres são a questão chave para o futuro. "O acesso ao escritório da igreja deve ser facilitado, ou o futuro da igreja em nosso país é difícil de imaginar", disse Bätzing, que também é presidente da Conferência dos Bispos Alemães (DBK). "Temos que defender vigorosamente nossas preocupações da Alemanha." Ao mesmo tempo, ele diminuiu as expectativas de que, no final do caminho sinodal, o celibato seria abolido e as mulheres seriam admitidas no ministério ordenado. "Só podemos pedir o processamento das questões da igreja universal", disse Bätzing. "Fazemos o que podemos."

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Bispo Bätzing: A questão do sacerdócio feminino está sobre a mesa - Instituto Humanitas Unisinos - IHU