Apenas 12 profissionais se apresentam pelo Mais Médicos e cidades do Piauí ficam sem atendimento

Mais Lidos

  • Como o Papa Francisco está tentando “feminilizar” a Igreja

    LER MAIS
  • “Os maus-tratos aos animais é uma expressão do mal e da nossa incapacidade de aceitar os outros”. Entrevista com Corine Pelluchon

    LER MAIS
  • Israel-Palestina. Um soldado se sacrifica e um primeiro-ministro renuncia: o genocídio em Gaza provoca ações desesperadas

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

06 Dezembro 2018

Todas as vagas disponíveis haviam sido preenchidas, mas médicos não se apresentaram.

A informação é publicada por G1, 05-12-2018.

Dos 199 médicos inscritos no programa Mais Médicos no Piauí apenas 12 se apresentaram ao local de trabalho. A situação preocupa os prefeitos e moradores das cidades que dependem desses profissionais para garantir saúde básica na região, como Guaribas e Júlio Borges.

O presidente da Associação Piauiense de Municípios (APPM), Gil Carlos, informou que a expectativa era positiva para que as vagas fossem preenchidas por médicos brasileiros mas até o momento, apenas 12 médicos tinham se apresentado. O prazo para se apresentar vai até o dia 14 de dezembro.

“Isso nos provoca uma preocupação de descontinuidade de serviço que é muito importante, da assistência a saúde para a população”, disse.

Os profissionais já começaram os trabalhos nos municípios de Altos, Avelino Lopes e União, cada um com um profissional; Campo Maior, com dois; Cocal, com três; e Pio IX, com quatro.

Além desses, outros 21 médicos validaram as inscrições, sem iniciar ainda os trabalhos, para os municípios de Altos (1), Campo Maior (3), Jaicós (2), Luis Correia (2), Miguel Alves (3), Monsenhor Gil (3), Monte Alegre (1), Nossa Senhora de Nazaré (1), Pedro II (2), Pimenteiras (2) e Prata do Piauí (1).

Alguns municípios piauienses estão sem médicos porque tinham atendimento exclusivo dos cubanos, como por exemplo, Guaribas do Norte, no extremo sul do estado e Julio Borges, a 821 km de Teresina.

Gil Carlos ressalta a importância do programa, pois resolve 80% das demandas de saúde da região, além de desafogar os hospitais e faz um apelo para que os médicos que se inscreveram se apresentem até o dia 14 de dezembro.

"Quando há falta do médico isso causa um transtorno aumentando a demanda sobre as especialidades, hospitais e termina provocando um grande transtorno para a população. Fazemos um apelo, a data limite é até 14 de dezembro, que os médicos que se habilitaram, se cadastraram no programa, de fato venham se apresentar nos seus postos de trabalho", pediu.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Apenas 12 profissionais se apresentam pelo Mais Médicos e cidades do Piauí ficam sem atendimento - Instituto Humanitas Unisinos - IHU