Livro discute fenômeno da influência digital católica no Brasil

Mais Lidos

  • “O governo de Milei é um governo-isca”. Entrevista com Magdalena Chirom

    LER MAIS
  • O papa ainda está vivo, mas os abutres começam a circular. Artigo de Robert Mickens

    LER MAIS
  • O sacerdócio não é a solução. Artigo de Luigino Bruni

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

07 Fevereiro 2024

Nos últimos anos, particularmente durante e após o período da pandemia da Covid-19, diversos nomes ligados ao universo religioso tiveram destaque no ambiente digital. Trata-se dos chamados influenciadores digitais da fé. Por meio da produção e da divulgação de conteúdos religiosos em rede, tais celebridades digitais somam muitas vezes milhões de seguidores, alcançando um nível de influência muito relevante e, em alguns aspectos, também preocupante, particularmente no catolicismo.

É a partir desse cenário complexo e difuso que nasceu o livro “Influenciadores digitais católicos: efeitos e perspectivas”, que acaba de ser publicado pelas editoras Ideias & Letras e Paulus, com autoria de Fernanda de Farias Medeiros, Aline Amaro da Silva, Alzirinha Rocha de Souza, Moisés Sbardelotto e Vinícius Borges Gomes.

Esse grupo de pesquisadores dos campos da Comunicação e da Teologia foi reunido a convite de Dom Joaquim Giovani Mol Guimarães, ex-presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação da CNBB (2019-2023) e bispo auxiliar de Belo Horizonte, que idealizou o estudo a partir de diálogos com bispos, pastoralistas e pesquisadores, com vistas ao aprofundamento sobre o fenômeno e seus impactos na Igreja e na pastoral.

Novo livro analisa efeitos e perspectivas dos influenciadores digitais na Igreja e na sociedade em geral.
(Foto: Divulgação)

A partir de uma perspectiva diferenciada, a obra apresenta uma instigante análise desse fenômeno no complexo ecossistema comunicativo e eclesial atual. Além de socialmente desafiador, trata-se de um processo que afeta de modo direto o desenvolvimento da pastoral, da evangelização, da teologia e da comunicação religiosa. É também uma questão cultural, que atravessa as barreiras das religiosidades, uma vez que tais influenciadores alcançam e mobilizam públicos diversos por meio de poderosas dinâmicas tecnológicas. O foco do livro é justamente compreender em profundidade esse fenômeno e suas possíveis consequências socioeclesiais.

Interface entre Comunicação e Teologia

A obra é resultado de uma pesquisa empírica realizada ao longo de três anos (2021-2023), sobre alguns casos de destaque no fenômeno da influência digital católica no Brasil. Em suas 416 páginas, com uma linguagem acessível, o livro apresenta diversos dados, entrevistas e análises que revelam um amplo horizonte do fenômeno, e também propõe algumas e perspectivas teológico-pastorais, como convite ao aprofundamento reflexivo e praxiológico por parte das lideranças eclesiais e dos agentes de pastoral, em sua diversidade.

Desenvolvido na interface entre os campos da Comunicação e da Teologia, o estudo também abrange outras áreas do saber, como as Ciências Sociais, as Ciências da Religião e a Ciência Política. Com isso, busca entender os efeitos do fenômeno da influência digital católica a partir de três horizontes principais.

O eixo comunicacional-cultural examina quais são os processos comunicacionais em jogo e como se constituem as “redes de influência” que caracterizam a atuação dos influenciadores digitais católicos e a recepção socioeclesial em geral.

O segundo eixo – sociopolítico – examina de que forma os influenciadores digitais católicos articulam suas narrativas em função de suas diferentes perspectivas sobre a vida em sociedade e as questões políticas em jogo no cenário nacional.

Por fim, o eixo teológico-eclesial busca refletir sobre os desdobramentos que esse fenômeno vem catalisando na práxis católica brasileira quanto ao modo de “ser Igreja hoje” e ao sensus fidei.

Exame crítico e criterioso

Na apresentação do livro, Dom Mol afirma que “uma presença significativa e qualificada em rede por parte de cristãs e cristãos move-se a partir do desejo de tornar o Reino de Deus presente no mundo”. Por isso, reconhece que “esta pesquisa aponta que é possível promover a formação de líderes católicos e católicas para a atuação nas redes digitais, mas desde que a intencionalidade não passe pelo desejo de fama, visibilidade e engajamento, segundo as lógicas midiático-digitais”.

Já a Ir. Joana T. Puntel, nome de destaque nos estudos em comunicação católica, reitera que o livro propõe “um exame crítico e criterioso de casos empíricos”, oferecendo com isso “uma reflexão fundamental e até então inédita, a fim de conhecer e lidar com o fenômeno da influência digital, particularmente católica, mas também em outros âmbitos sociais e religiosos”.

A relevância do livro é endossada ainda por uma carta de apoio que acompanha a publicação, assinada por várias instituições e grupos interessados no tema. São eles: Associação SIGNIS Brasil, Cáritas Brasileira, Coletivo Bereia, Comissão Brasileira de Justiça e Paz (CBJP), Conselho Nacional do Laicato do Brasil (CNLB), Grupo de Pesquisa Comunicação e Religiões/INTERCOM, Observatório da Comunicação Religiosa (OCR) e Observatório Eclesial Brasil.

Em seu texto, as organizações apoiadoras se dizem “preocupadas com essa temática e igualmente afetadas – positiva ou negativamente, direta ou indiretamente – por esse fenômeno”. Por isso, reforçam a relevância da obra: “Encorajamos a leitura atenta deste livro por parte das lideranças religiosas, dos agentes de pastoral em geral e também de todas as pessoas interessadas em fazer frutificar plenamente as oportunidades dos ambientes digitais e enfrentar seus desafios para a vivência e a prática de uma fé coerente”.

“Influenciadores digitais católicos: efeitos e perspectivas” está disponível nas principais livrarias e plataformas digitais.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Livro discute fenômeno da influência digital católica no Brasil - Instituto Humanitas Unisinos - IHU