Por que a ‘Tenda di Gionata’ retornou ao Vaticano em 21 de setembro de 2022 para se encontrar com o Papa Francisco?

Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Mais Lidos

  • Lula manda carta a Francisco e mostra seu temor pelo “risco” do segundo turno nas eleições

    LER MAIS
  • A síndrome de Cassandra

    LER MAIS
  • “É Jesus quem governa o Brasil!”

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


22 Setembro 2022

 

Quarta-feira, 21 de setembro de 2022 os membros da La Tenda di Gionata, no final da audiência geral no Vaticano, encontrarão o Papa Francisco junto com cento e dez cristãos LGBT+, seus pais e os agentes pastorais que os acompanham (padres, freiras e consagrados).

 

A reportagem é da associação La Tenda di Gionata, publicada por Innocenzo, 21-09-2022. A tradução é de Luisa Rabolini.

 

Eles vão encontrá-lo porque querem contar-lhe a alegria de fazer parte desta Igreja "chamada a ser sempre a casa aberta do Pai...", na qual experimentar que "há espaço para cada um" (EG 47) e sobretudo dar-lhe a conhecer pessoalmente aqueles padres e freiras que, seguindo o convite do Santo Padre, todos os dias acolhem, ouvem, se questionam e fazem a pastoral com as pessoas LGBT+ e seus pais, em dezenas de lugares: paróquias, conventos e várias realidades diocesanas italianas.

 

Gostaríamos de ter tempo para contar ao Papa sobre as muitas pessoas LGBT+ que vivem em plenitude sua vida, sua fé e não precisam mais se esconder para viver seu amor também na Igreja, que só pode ser enriquecida por sua presença; gostaríamos também de falar com ele sobre os muitos pais que, acolhendo e abraçando seus filhos LGBT+, receberam um plus de fé e de amor.

 

E para isso vamos deixar de presente dois livros lançados recentemente.

 

O primeiro, “Genitori Fortunati. Vivere da credenti il coming out dei figli LGBT+” (Pais de Sorte. Viver como crentes o coming out dos filhos LGBT+, em tradução livre) editado por La Tenda di Gionata e publicado pela editora católica Effatà, que em suas 144 páginas apresenta, ao lado de depoimentos tocantes de pais cristãos com filhos LGBT+, numerosas contribuições e aprofundamentos realizados por alguns agentes pastorais que oferecem respostas às muitas perguntas psicológicas, bíblicas e teológicas que as famílias e as comunidades cristãs se fazem após a descoberta da homossexualidade ou da transexualidade de uma filha ou filho.

 

O outro livro que entregaremos ao Santo Padre é “Figli di un Dio minore? Le persone transgender e la loro dignità” (Filhos de um Deus menor? Pessoas transgênero e sua dignidade, em tradução livre, San Paolo Edizioni) editado por Luciano Moia, redator do Avvenire, que reúne pela primeira vez as histórias de alguns cristãos transgêneros e seus pais, e as contribuições de vários agentes pastorais que concordaram conversar sobre como garantir que as pessoas trans na igreja não sejam mais "filhos de um Deus menor".

 

Mara Grassi, vice-presidente de La Tenda di Gionata e mãe católica com filho gay, lembra que estaremos mais uma vez "no Vaticano com nossos membros e muitas pessoas e casais LGBT +, seus pais e os agentes pastorais que os acompanham, para dizer ao Papa que amamos a Igreja, sentimos com consciência que somos Igreja e queremos ser membros vivos", para ajudar a realizar o sonho de Padre David Esposito, um padre das Marche falecido prematuramente, que "sonhava" que as nossas comunidades cristãs soubessem "alargar a tenda" (Isaías 54) para dar espaço a todos para se tornarem "cada vez mais santuários de acolhimento e apoio para as pessoas LGBT e para todas as pessoas atingida por discriminação". Desse sonho nasceu a associação La Tenda di Gionata.

 

Para contar as tantas histórias dos 110 participantes do encontro com o Papa Francisco, perguntamos a alguns deles: um casal de pais católicos com um filho LGBT+, um gay cristão, um casal cristão de lésbicas e uma agente pastoral que os acompanha, o que "gostariam de dizer ao Papa Francisco”. Quatro depoimentos em vídeo [1], realizados para La Tenda di Gionata pelo cineasta Marco Mura, que querem contar os tantos caminhos, às vezes acidentados e turbulentos, em curso na Igreja Católica sobre esses temas.

 

Nota:

 

1. Os vídeos com os quatro depoimentos podem ser acessados clicando aqui. (Nota do Instituto Humanitas Unisinos – IHU).

 

Leia mais

 

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Por que a ‘Tenda di Gionata’ retornou ao Vaticano em 21 de setembro de 2022 para se encontrar com o Papa Francisco? - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV