Em setembro em Nur-Sultan, capital do Cazaquistão, o encontro entre o Papa Francisco e o Patriarca Kirill?

Mais Lidos

  • Varsóvia e Gaza: 80 anos depois, dois guetos e o mesmo nazismo... e a mídia finge não ver o Terror de Estado de Netanyahu. Artigo de Luiz Cláudio Cunha

    LER MAIS
  • A 'facisfera' católica: jovens sacerdotes ultraconservadores que rezam no YouTube pela morte do Papa Francisco

    LER MAIS
  • A fé que ressurge do secularismo e do vírus. Artigo de Tomáš Halík

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

01 Junho 2022

 

O que poderia acontecer se a UE incluísse o Patriarca Kirill na lista de pessoas sancionadas?

 

A reportagem é publicada por Il Sismografo, 31-05-2022. A tradução é de Luisa Rabolini.

 

Cruzando algumas notícias e pistas diplomáticas das últimas horas, parece plausível, e em processo de preparação, o encontro entre o Papa Francisco e o Patriarca Kirill, que dias após o início da agressão de Moscou contra a Ucrânia estava sendo previsto para acontecer na Cidade Santa de Jerusalém, mas que depois foi suspenso, a pedido do Papa. Agora, pelo que circula em alguns ambientes diplomáticos próximos ao dossiê, entre os mais delicados para o pontificado, volta-se a falar de um possível encontro. O Patriarca e o Papa deveriam se encontrar no Cazaquistão, na capital Nur-Sultan, no contexto do VII Congresso de Líderes das Religiões Mundiais e Tradicionais (14 a 15 de setembro de 2022).

 

Em 25 de novembro passado, em um Comunicado do Patriarcado de Moscou informando sobre a visita do Presidente do Senado do Cazaquistão a Kirill, dizia-se que o líder ortodoxo russo havia aceitado o convite.

 

No passado dia 1º. de maio, o Patriarca Kirill reiterou a sua disponibilidade (The Astana Times).

 

Hoje, no Comunicado conjunto da Santa Sé juntamente com o Cazaquistão para celebrar os 30 anos de relações diplomáticas entre os dois Estados, lemos: o Cazaquistão acolhe favoravelmente a decisão do Papa Francisco de participar do VII Congresso dos Líderes das Religiões Mundiais e Tradicionais a ser realizado em Nur-Sultan em setembro de 2022".

 

As confirmações ou desmentidos deste possível encontro têm que acertar as contas com o desenrolar da guerra nos próximos dias. No meio disso, talvez já amanhã como anunciado, poderia surgir uma questão muito séria, ou seja, que a União Europeia inclua o Patriarca Kirill na lista de personalidades sancionadas.

 

Vale lembrar que no passado dia 11 de abril o Papa falou por videoconferência com o Presidente do Cazaquistão, Kassym-Jomart Tokayev, e declarou que aceitava o convite para visitar o país por ocasião do VII Congresso, mas depois a Sala de imprensa do Vaticano diminuiu a questão dizendo que as palavras do Pontífice eram apenas a manifestação de um "desejo".

 

Leia mais

 

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Em setembro em Nur-Sultan, capital do Cazaquistão, o encontro entre o Papa Francisco e o Patriarca Kirill? - Instituto Humanitas Unisinos - IHU