Libertação, um balanço histórico sob o influxo de Aparecida e Laudato si’. O aporte latino-americano de Francisco

Mais Lidos

  • Especialização em Protagonismo Feminino na Igreja: experiência de sororidade e crescimento humano integral

    LER MAIS
  • Católicos versus Evangélicos no Brasil: “guerra de posição” x “guerra de movimento”. Artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    LER MAIS
  • No meio do caminho estava o CIMI: 50 anos do documento-denúncia “Y-Juca-Pirama” e a atuação do Pe. Antônio Iasi Jr, SJ

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

08 Outubro 2021

 

No 50º aniversário do livro Teologia da Libertação. Perspectivas (1971), de Gustavo Gutiérrez, aguardamos com interesse a publicação de uma obra, em certo sentido "comemorativo", que conta com o apoio da Red Ameríndia: Liberación, un balance histórico a la luz de Aparecida e Laudato si . El aporte latinoamericano de Francisco. Segundo o autor do livro, o teólogo e educador brasileiro Vitor Hugo Mendes, esse trabalho, resultado de um estudo de doutoramento em Teologia (2020), realizado na Pontifícia Universidade de Salamanca, na Espanha, deve estar disponível ao público em breve. Além disso, é importante lembrar que, embora venha a ser publicado por uma editora brasileira (APPRIS), está redigido em espanhol. Essa opção, como se pode imaginar, leva em consideração o interesse que os temas abordados no livro podem despertar nos leitores de língua espanhola do Continente. Esperamos que em breve, dada a importância do estudo, seja também publicada a tradução para português.

O comentário é do Pe. Jorge Castela, coordenador de Pastoral da Diocese da Guarda – Portugal e Doutorando em Teologia Pastoral – Universidade de Salamanca, Espanha. Autor do livro: “Evangelizar em tempos de mudanças” (2020), Editora Salesiana, Portugal

A obra, como tal, está organizada em dois volumes (cerca de 600 páginas). Ao longo de 4 partes, subdivididas em 11 capítulos, o autor realiza um inventário da trajetória de libertação latino-americana desde o seu início, a meados do século passado, até aos dias de hoje. Disto emerge, como mostra o autor, a contribuição latino-americana de Francisco, o primeiro a ocupar o sólio de Pedro. Este aspecto, em particular, sugere que a obra pode ter um alcance muito além do continente, uma vez que, em seu desenvolvimento, oferece um olhar bastante completo e original sobre o pontificado do Papa Francisco, considerando que analisa os seus ensinamentos e magistério. Como o título indica, destaca-se, entre outros, Laudato Si’ e, por sua vez, a Ecologia Integral, tratado indispensável no cuidado da casa comum. Com isso, a libertação integral volta a ser tema de assunto, uma contribuição incontornável da teologia latino-americana.

 

Reprodução das capas dos volumes I e II de Liberación, un balance histórico a la luz de Aparecida e Laudato si'. El aporte latinoamericano de Francisco

 

Segundo Agenor Brighenti, teólogo brasileiro que prefaciou o livro, “é um registro bem documentado da tradição eclesial libertadora da Igreja na América Latina e no Caribe, gerada na periferia da Igreja e da sociedade e que agora chega ao centro com o pontificado do Papa Francisco”. Ainda nas palavras de Brighenti, “o texto, além de ser sustentado por extensa pesquisa bibliográfica, é acima de tudo o resultado da biografia de um autor que actuou tanto na periferia como no centro da Igreja. Na periferia estão as práticas nos processos pastorais e formativos locais e no centro as atividades em organismos vinculados à Conferência Episcopal do Brasil (OSIB / CNBB) e ao CELAM, que lhe proporcionaram um conhecimento direto da realidade do continente ”.

Por fim, gostaria de fazer constar que conheci Vitor Hugo Mendes em 2015, na Universidade de Salamanca e, desde então, foi possível interagir mais diretamente com a sua trajetória de vida acadêmica, bem como, através dos seus estudos, com a teologia latino-americana. Posteriormente, também colaborámos em diferentes atividades pastorais da

Diocese da Guarda, em Portugal, onde pudemos aprofundar diversos elementos da reflexão teológica latino-americana, especialmente a sua relevância para a teologia prática. É interessante saber que agora teremos a oportunidade de ler esta obra de Vitor Hugo e conhecer em profundidade a contribuição latino-americana de Francisco que se torna mais evidente e marcante a cada dia.

 

Leia mais

 

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Libertação, um balanço histórico sob o influxo de Aparecida e Laudato si’. O aporte latino-americano de Francisco - Instituto Humanitas Unisinos - IHU