Pais dos 43 estudantes assassinados no México pedem audiência com o Papa

Mais Lidos

  • Católicos cínicos e a negatividade em relação ao Papa Francisco. Artigo de Massimo Faggioli

    LER MAIS
  • Influenciadores ou evangelizadores digitais católicos? Artigo de Dom Joaquim Mol

    LER MAIS
  • Campanha da Fraternidade 2024: Fraternidade e Amizade Social. Artigo de José Geraldo de Sousa Junior e Ana Paula Daltoé Inglêz Barbalho

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Por: Jonas | 03 Agosto 2015

Uma coalizão de grupos mexicanos, em vários estados, iniciou uma campanha para que o papa Francisco se reúna durante sua visita a Filadélfia com uma delegação de pais dos 43 estudantes desaparecidos no México, em setembro de 2014.

 
Fonte: http://goo.gl/UbkAnh  

A reportagem é publicada por Religión Digital, 31-07-2015. A tradução é do Cepat.

A coalizão, convocada pela Rede de Imigrantes Unidos pelo México, lançou um pedido na internet e enviou uma carta a Francisco, na qual pede uma audiência. Também está arrecadando dinheiro para financiar os vistos e os gastos que o grupo de pais terá nos Estados Unidos.

O Vaticano não respondeu o pedido, disseram membros da coalizão. “Ele é o líder espiritual. Queremos que veja a tragédia que estamos vivendo no México”, explicou Perla Lara, uma mexicana porta-voz da coalizão na Filadélfia.

A ativista se referia ao desaparecimento de 43 jovens que estudavam em uma escola da cidade de Ayotzinapa. O governo mexicano disse que os estudantes foram detidos pelas policiais municipais e, em seguida, entregues a bandidos que os queimaram em uma lixeira e lançaram seus restos em um rio para apagar as evidências. Os pais e grupos que os acompanham, no entanto, não acreditam nessa versão.

Francisco aterrissará em solo estadunidense, no dia 22 de setembro, e visitará Washington, Nova York e Filadélfia, nessa ordem. Até o momento, a coalizão arrecadou 1.200 dólares para os vistos da delegação, mas necessita de mais fundos, disse Lara. Os diferentes grupos confeccionaram camisetas para vendê-las e também conscientizar sobre a necessidade de uma audiência. A campanha, intitulada “Ayotzinapa acude al Papa”, também conta com uma página de Facebook.

Antonio Tizapa, que vive em Nova York e é pai de Jorge Antonio, um dos estudantes desaparecidos, foi informado pela coalizão da campanha, mas ainda não sabe se estará com a delegação de pais na Filadélfia. Tizapa disse que, mesmo assim, a iniciativa é boa “pela difusão que pode alcançar e para tornar conhecido o que está ocorrendo”.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Pais dos 43 estudantes assassinados no México pedem audiência com o Papa - Instituto Humanitas Unisinos - IHU