Francisco irá a Auschwitz em 2016

Mais Lidos

  • Católicos cínicos e a negatividade em relação ao Papa Francisco. Artigo de Massimo Faggioli

    LER MAIS
  • “Será a coragem de viver o presente que nos salvará do contágio do tédio”. Catequese do Papa Francisco

    LER MAIS
  • “Netanyahu reforçou o supremacismo judeu”. Entrevista com Eva Illouz

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Por: André | 01 Junho 2015

O Papa Francisco fará uma “visita pessoal” a Auschwitz durante a sua visita à Polônia por ocasião da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), no verão de 2016, em Cracóvia, anunciou na sexta-feira 29 de maio o cardeal Stanislaw Dziwisz, arcebispo desta última cidade.

A reportagem é publicada por Religión Digital, 29-05-2015. A tradução é de André Langer.

Entre 1940 e inícios de 1945, a Alemanha nazista exterminou em Auschwitz-Birkenau cerca de 1,1 milhão de pessoas, um milhão das quais eram judeus de diferentes países europeus. João Paulo II e Bento XVI também visitaram este lugar, símbolo do Holocausto.

Auschwitz é um grito de dor que, nesse grande sofrimento, está pedindo um futuro de respeito, de paz e de encontro entre os povos”, foi a mensagem de Francisco aos atos por ocasião do 70º aniversário da liberação do campo nazista.

Francisco poderá ir também ao santuário mariano de Czestochowa e Wadowice, cidade natal de João Paulo II, indicou o cardeal em uma entrevista coletiva sobre os preparativos do grande encontro de jovens católicos que poderá reunir dois milhões e meio de participantes do mundo inteiro, de 25 a 31 de julho do próximo ano.

O país com maior número de representantes será previsivelmente a Itália, seguida da França. Espera-se que cerca de 6.000 jornalistas se credenciem para cobrir o evento, indicou, por sua vez, a presidenta da agência PAP, Lidia Sobanska, co-responsável, junto com a agência católica KAI, pela acolhida da mídia.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Francisco irá a Auschwitz em 2016 - Instituto Humanitas Unisinos - IHU