Papa nomeia bispo de Malta como pró-Secretário Geral do Sínodo dos Bispos

Mais Lidos

  • Brasil precisa de sistema de alerta antecipado contra desastres ambientais. Entrevista com Francisco Eliseu Aquino

    LER MAIS
  • “Precisamos de uma ministra negra para o STF começar a dar respostas ao racismo estrutural no país”. Entrevista com Ingrid Farias

    LER MAIS
  • “A grande estupidez da esquerda foi aceitar o neoliberalismo”. Entrevista com Rob Riemen

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

03 Outubro 2019

O cardeal Baldisseri, atual secretário-geral do Sínodo, completará 80 anos em 29 de setembro de 2020, informa o portal Il Sismografo, 02-10-2019, ao comentar a informação da nomeação do pró-secretário.

"A comunhão episcopal, com Pedro e sob Pedro, manifesta-se de maneira peculiar no Sínodo dos Bispos, que, instituído por Paulo VI em 15 de setembro de 1965, constitui um dos mais preciosos legados do Concílio Vaticano II": assim, no incipit da Constituição apostólica Episcopalis communio, de 15 de setembro de 2018, o papa Francisco relança a importância da instituição criada por Montini - definida pelo próprio Bergoglio "uma expressão eloquente da sinodalidade como ‘dimensão constitutiva da Igreja’”- reafirmando sua centralidade na vida eclesial e nas dinâmicas de comunhão e de colaboração entre os bispos do mundo e entre estes e o bispo de Roma.

A informação é publicada por L'Osservatore Romano, 02 e 03-10-2019. A tradução é de Luisa Rabolini

Nessa visão se insere a nomeação atual do prelado maltês Mario Grech como pró-secretário geral do Sínodo dos Bispos. Também nomeado administrador apostólico de sua diocese de Gozo até a indicação de um novo ordinário, D. Grech, ao assumir o encargo, acompanhará o cardeal secretário geral Lorenzo Baldisseri, para tomar conhecimento direto da instituição sinodal e de seus componentes e adquirir consciência dos processos e das instâncias de competência. A nomeação, portanto, tem um efetivo significado sinodal, já que o bispo Grech é chamado a "caminhar lado a lado" com o cardeal Baldisseri.

D. Grech - que exercerá o cargo de pró-secretário geral até o término do mandato do cardeal italiano para assumir o cargo – participa como membro da próxima assembleia especial sobre a Região amazônica, que inicia no próximo dia 6 de outubro. Dessa forma, ele poderá conhecer diretamente as pessoas envolvidas no processo sinodal em sua fase comemorativa, acompanhando sua implementação e os desenvolvimentos subsequentes, em total colaboração com o atual secretário geral.

Por meio dessa modalidade, o papa Francisco confirma e reforça a metodologia sinodal - sobretudo e de maneira exemplar dentro da própria instituição - para que a Secretária-geral possa serenamente prestar seu serviço em sinal da continuidade e da novidade, como convém ao saudável desenvolvimento da tradição eclesial. Isso confirma que para o pontífice o Sínodo dos Bispos continua sendo "um local privilegiado de interpretação e recepção do rico magistério conciliar", mas também um instrumento fundamental de "escuta do povo de Deus" e de "impulso ao magistério pontifício".

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Papa nomeia bispo de Malta como pró-Secretário Geral do Sínodo dos Bispos - Instituto Humanitas Unisinos - IHU