Bento XVI rebate especulações e diz que concorda com as ideias de Francisco

Mais Lidos

  • Somos todos aspirantes a cristãos. Entrevista com Paolo Ricca

    LER MAIS
  • “O mundo da educação foi sobrecarregado e perturbado pelo surgimento do ChatGPT”. Discurso do cardeal José Tolentino de Mendonça

    LER MAIS
  • O “Filioque” e a história. Artigo de Flávio Lazzarin

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

26 Fevereiro 2014

O Papa Emérito Bento XVI chamou de "absurdas" as especulações que questionam a autenticidade de sua renúncia e reiterou que compartilha “opiniões” e “amizade” com seu sucessor, Francisco, em uma carta publicada nesta quarta-feira pelo jornal "La Stampa". Vários meios de comunicação publicaram análises que sugerem a existência de uma diarquia no Vaticano e questionam se Joseph Ratzinger se afastou completamente como havia prometido.

A informação é publicada pelo jornal O Globo, 26-02-2014.

Os analistas tomam como base o comparecimento do Papa Emérito no sábado passado ao consistório de Francisco na basílica de São Pedro.

“Não há dúvida da validade de minha renúncia ao ministério petrino. A única condição para a validade é uma liberdade decisória plena. As especulações sobre a invalidade da renúncia são simplesmente absurdas”, disse, em resposta a perguntas formuladas por escrito pelo jornal.

A carta também apresenta explicações sobre a roupa branca que veste, igual ao papa Francisco.

“Manter o hábito branco e o nome de Bento é algo simplesmente prático. No momento da renúncia, não havia outros hábitos à disposição. Além disso, uso o hábito branco de uma forma claramente distinta a do papa. Nisto também se trata de especulações sem fundamento”.

Bento XVI se refere ainda aos comentários feitos recentemente pelo suíço-alemão Hans Küng, um colega de universidade que virou o teólgo mais crítico a seu respeito.

“O professor Küng tem citado literalmente e corretamente as palavras da carta que lhe enviei. (...) Estou agradecido de poder estar vinculado por uma grande coincidência de opiniões e uma amizade de coração ao Papa Francisco. Considero que meu único e último dever é apoiar o pontificado por meio da oração”.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Bento XVI rebate especulações e diz que concorda com as ideias de Francisco - Instituto Humanitas Unisinos - IHU