Jordânia quer construir “Aldeia da Peregrinação” no local onde Jesus foi batizado. Artigo de Edelberto Behs

Mais Lidos

  • Como o Papa Francisco está tentando “feminilizar” a Igreja

    LER MAIS
  • “Os maus-tratos aos animais é uma expressão do mal e da nossa incapacidade de aceitar os outros”. Entrevista com Corine Pelluchon

    LER MAIS
  • Israel-Palestina. Um soldado se sacrifica e um primeiro-ministro renuncia: o genocídio em Gaza provoca ações desesperadas

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

21 Dezembro 2022

"A Aldeia da Peregrinação está localizada em Betânia, a 50 km a oeste de Amã. O local recebeu a visita do rei Abdullah, da Jordânia, do patriarca maronita do LíbanoBechara Boutros Al-Rai, que, junto com arquitetos, curadores de museus e investidores, receberam informações dos organizadores sobre o projeto", escreve Edelberto Behs, jornalista.

Eis o artigo.

A Jordânia está em busca de recursos para a construção da “Aldeia de Peregrinação da Área do Batismo” no local do Rio Jordão onde Jesus teria sido batizado por João Batista. O projeto, do arquiteto Kamel Mahadin, de 67 anos, está orçado em 100 milhões de dólares até 2029, data de sua conclusão.

“Não estamos falando de um cenário de alta tecnologia”, declarou o arquiteto para a Reuters. O presidente da fundação sem fins lucrativos criada pelo governo jordaniano para concretizar o projeto, Samir Murad, explicou ao Religion News Service que o projeto prevê um “vilarejo bíblico”, com acomodações modestas que proporcionarão “um sentimento autêntico” para cristãos que buscam uma experiência espiritual.

Nada de hotéis de luxo e restaurantes cinco estrelas. Restaurantes vão oferecer nos cardápios alimentos orgânicos “centrados no deserto e nas plantas mencionadas na Bíblia”, além da construção de trilha para caminhadas e jardins botânicos, fora dos limites do local do batismo.

Embora a Unesco tenha designado oficialmente o local como Patrimônio Mundial, pesquisadores assinalam que não está claro se a localização exata do batismo de Jesus tenha ocorrido no lado jordaniano ou israelense do rio Jordão, fonte de disputa turística entre os dois países.

A Aldeia da Peregrinação está localizada em Betânia, a 50 km a oeste de Amã. O local recebeu a visita do rei Abdullah, da Jordânia, do patriarca maronita do Líbano, Bechara Boutros Al-Rai, que, junto com arquitetos, curadores de museus e investidores, receberam informações dos organizadores sobre o projeto.

O local recebe, atualmente, em torno de 200 mil turistas por ano. A expectativa é que a Aldeia da Peregrinação atraia cinco vez mais visitantes, o que impulsionaria a receita turística do país, que representa, hoje, 20% de uma economia de 50 bilhões de dólares.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Jordânia quer construir “Aldeia da Peregrinação” no local onde Jesus foi batizado. Artigo de Edelberto Behs - Instituto Humanitas Unisinos - IHU