O economista espanhol da Igreja austera de Francisco

Mais Lidos

  • Influenciadores ou evangelizadores digitais católicos? Artigo de Dom Joaquim Mol

    LER MAIS
  • Para onde estamos indo? Artigo de Leonardo Boff

    LER MAIS
  • Os equilíbrios de Lula no Brasil pós-Bolsonaro. Artigo de Bernardo Gutiérrez

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Por: André | 25 Fevereiro 2014

É um homem próximo, afável, serviçal. Com “cheiro de ovelha” e bem preparado. O melhor anfitrião para os espanhóis que chegam a Roma. Trata-se de Lucio Ángel Vallejo Balda (foto), que foi designado por Francisco como secretário-geral do novo “ministério” de Economia vaticano, dirigido pelo cardeal George Pell.

 
Fonte: http://bit.ly/1ecyzvd  

A reportagem é de Jesús Bastante e publicada no sítio espanhol Religión Digital, 24-02-2014. A tradução é de André Langer.

Sacerdote riojano da Opus Dei nascido em 1961, Vallejo é a hospitalidade em pessoa. Desdobra-se para atender a todos e cada um dos espanhóis que chegam a Roma, sem pedir “carteirinha” de pertença ou filiação. Política ou religiosa. “Vocês são meus ‘diocesanos’”, costuma brincar quando lhe agradecem os cuidados. Solução para todos os problemas, desde o menor ao mais embaraçoso.

Provavelmente por isso, e por seus demonstrados dotes para a administração do patrimônio eclesiástico e da economia, foi chamado a Roma, onde cresceu até converter-se na mão direita de Francisco em temas econômicos e, sem sombra de dúvidas, o espanhol com mais ascendência sobre Bergoglio.

Uma nova demonstração disso foi sua nomeação – confirmada por ele mesmo ao Europa Press – como secretário-geral da nova Secretaria de Economia da Santa Sé, uma estrutura criada pelo Papa Francisco para coordenar os assuntos econômicos do Vaticano.

Lucio Ángel Vallejo Balda, que já ostentava os cargos de secretário da Comissão para a Reforma da Estrutura Econômico-Administrativa do Vaticano e secretário da Prefeitura de Assuntos Econômicos do Vaticano, indicou que está há vários trabalhando na mesma coisa e que recebe a nomeação neste sentido: “Bem, continuo com o trabalho”, precisou.

Além disso, apontou que o importante era a nomeação do cardeal prefeito da nova estrutura, o cardeal australiano George Pell, atual arcebispo de Sidney e membro do Conselho dos Cardeais, chamado C8 vaticano, e que nos próximos dias se conhecerão as nomeações e a estrutura dos novos órgãos.

Apesar de estar sempre muito ocupado, Vallejo tira tempo de onde pode para atender os espanhóis que chegam à cúria e não sabem por onde começar. Com uma excelente hospitalidade e um trato agradável, se faz querer.

Mora em um apartamento simples e decorado com peças e quadros daqueles que as pessoas dão aos Papas e que, em vez de guardá-los nos armazéns vaticanos, são emprestados aos curiais para que decorem seus pisos. Ali, no Largo del Colonnato, em frente à porta de Santa Ana, mora com sua mãe, uma mulher cordial, que oferece suas pastas e sonhos às pessoas que seu filho recebe em casa.

E em Roma está fazendo carreira. Vallejo é um sacerdote de boa estatura (quase 1,80m), boa aparência, bem conservado, moderno, moderado e aficionado à arquitetura, à arte e à música. Sem esquecer sua dedicação solidária (é presidente, por exemplo, dos padres que ajudam a Rússia ou amigo e colaborador dos Mensageiros da Paz) e sua espiritualidade. Em suas mensagens eletrônicas, sempre termina com um pedido: “Reza por mim”. Como o Papa Francisco, de quem agora se converte em um dos seus máximos colaboradores e em sua mão direita... econômica.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

O economista espanhol da Igreja austera de Francisco - Instituto Humanitas Unisinos - IHU