Xeique de Al-Azhar elogia formação de comitê do Documento sobre a Fraternidade Humana

Mais Lidos

  • O Novo Ensino Médio e as novas desigualdades. Artigo de Roberto Rafael Dias da Silva

    LER MAIS
  • “Um Netanyahu em plena fuga para a frente vai responder ao Irã, e apenas os EUA podem evitar o pior”

    LER MAIS
  • Elon Musk e o “fardo do nerd branco”

    LER MAIS

Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

24 Agosto 2019

O Grão-Imã de Al-Azhar Al-Sharif e presidente do Conselho Muçulmano de Anciãos, Dr. Ahmed el-Tayyeb, elogiou a formação de um alto comitê para alcançar os objetivos do “Documento sobre a Fraternidade Humana”.

A reportagem é publicada por Emirates News Agency, 22-08-2019. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

O documento foi assinado por Sua Santidade, o Papa Francisco, chefe da Igreja Católica, e o Dr. el-Tayyeb, durante a visita do papa aos Emirados Árabes Unidos em fevereiro.

Ele acrescentou que o documento único na história moderna serviu de base para difundir a cultura de cidadania, convivência e fraternidade entre as pessoas.

O grão-imã enfatizou que a formação do comitê ocorreu em um momento importante e exigiu que todos os amantes da paz se unissem e somassem esforços para difundir a convivência, a fraternidade e a tolerância em todo o mundo.

Ele parabenizou os membros do comitê por escolherem essa missão humanitária e os incentivou a trabalharem com a devida diligência durante o próximo período para difundir os princípios do documento em todo o mundo, a fim a alcançar a segurança, a convivência e a paz para todos.

O grão-imã também enfatizou que disseminar os princípios do documento e a sua aplicação na vida das pessoas contribuirá para a segurança e a estabilidade em todo o mundo.

O comitê tem a tarefa de desenvolver um marco para garantir que os objetivos do documento sejam realizados. Ele também preparará os planos necessários para implementar o documento, acompanhar a sua implementação nos níveis regional e internacional, e realizar encontros com líderes religiosos, chefes de organizações internacionais e outros para apoiar e difundir a ideia por trás desse histórico documento.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Xeique de Al-Azhar elogia formação de comitê do Documento sobre a Fraternidade Humana - Instituto Humanitas Unisinos - IHU