Temperatura média global bate recorde em fevereiro

Mais Lidos

  • Católicos cínicos e a negatividade em relação ao Papa Francisco. Artigo de Massimo Faggioli

    LER MAIS
  • Influenciadores ou evangelizadores digitais católicos? Artigo de Dom Joaquim Mol

    LER MAIS
  • Campanha da Fraternidade 2024: Fraternidade e Amizade Social. Artigo de José Geraldo de Sousa Junior e Ana Paula Daltoé Inglêz Barbalho

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

15 Março 2016

A temperatura média global bateu novo recorde no mês passado para um mês de fevereiro desde 1880, quando os dados começaram a ser coletados. Os dados foram divulgados pela NASA no último fim de semana, revelando que a temperatura média em toda a superfície terrestre ficou 1,35 grau Celsius acima da média para os meses de fevereiro no período entre 1951-1980, usado como referência pela agência espacial.

A reportagem foi publicada por El País, 14-03-2016.

A superação desse recorde é uma constante nos últimos meses — em janeiro, a temperatura média superou em 1,15 grau a média dos meses de janeiro anteriores, enquanto em dezembro o aumento foi de 1,1 grau — e é mais um alerta sobre a mudança climática enfrentada pelo planeta, ao não reduzir drasticamente as emissões de gases de efeito estufa.

Nos últimos 12 meses, a temperatura média global ficou um grau acima do nível registrado no final do século XIX, no auge da industrialização, de acordo com dados do blog especializado Weather Underground. "O resultado é impactante e um novo lembrete do aumento incessante dos gases de efeito estufa produzidos pelo homem", resumem os especialistas do blog. Apesar dos dados significativos, em termos absolutos fevereiro não foi o mais quente da série histórica: esse recorde foi registrado em julho de 2015. A razão: é mais provável que isso ocorra nos meses de verão no hemisfério norte, quando a maior parte da massa terrestre do planeta é aquecida, do que nos meses de verão austral.

Embora o final de 2015 e os primeiros meses deste ano tenham sido marcados pelo fenômeno El Niño, que causou um aumento da temperatura acima do normal nesse período, o aquecimento global emerge como ponto de partida essencial para entender o fenômeno. Em 1998, quando esse fenômeno climático sacudiu com força a crosta terrestre, a temperatura média global em fevereiro subiu apenas 0,88 grau Celsius acima da média histórica.

É o segundo dado alarmante em termos climáticos revelado nos últimos dias. Na semana passada, a NASA também divulgou que, em 2015, o observatório de Mauna Loa, no Havaí (EUA), registrou o maior aumento de emissões de dióxido de carbono (CO2) desde quando os dados começaram a ser compilados, há mais de meio século.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Temperatura média global bate recorde em fevereiro - Instituto Humanitas Unisinos - IHU