Imazon: Desmatamento na Amazônia aumentou 22% em maio de 2016 em comparação ao ano anterior

Mais Lidos

  • As responsabilidades das Forças Armadas no golpe. Artigo de Jean Marc von der Weid

    LER MAIS
  • Terra Yanomami tem 363 mortes registradas no 1º ano do governo Lula

    LER MAIS
  • Às leitoras e aos leitores. Sobre o envio da Newsletter

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

20 Junho 2016

Boletim Mensal divulgado pelo Instituto do Homem e do Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) registrou um aumento de 22% no desmatamento na Amazônia Legal no mês de maio de 2016 em comparação ao mesmo mês do ano anterior. Foram detectados 474 quilômetros quadrados de desmatamento. Em 2015 foram 338 quilômetros quadrados.

A reportagem foi publicada por Amazônia.org, 17-06-2016.

Os Estados que mais desmataram foram Amazonas (37%), Rondônia (22%), Pará (21%) e Mato Grosso (15%). Com menor ocorrência em Roraima (3%), Tocantins (1%) e Acre (1%). Em maio 34% da área florestal estava coberta por nuvens.

No mês anterior o desmatamento foi de 183 quilômetros quadrados, sendo a maior parte em Rondônia (30%), Mato Grosso (28%) e Pará (21%).

Degradação florestal

As florestas degradadas na Amazônia Legal somaram 1.959 quilômetros quadrados em maio de 2016. Em relação a maio de 2015 houve um aumento de 5.785%, quando a degradação florestal somou 33 quilômetros quadrados.

*Informações do Imazon

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Imazon: Desmatamento na Amazônia aumentou 22% em maio de 2016 em comparação ao ano anterior - Instituto Humanitas Unisinos - IHU