Crise climática, principal causa de guerra

Mais Lidos

  • Católicos cínicos e a negatividade em relação ao Papa Francisco. Artigo de Massimo Faggioli

    LER MAIS
  • Influenciadores ou evangelizadores digitais católicos? Artigo de Dom Joaquim Mol

    LER MAIS
  • Campanha da Fraternidade 2024: Fraternidade e Amizade Social. Artigo de José Geraldo de Sousa Junior e Ana Paula Daltoé Inglêz Barbalho

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

26 Fevereiro 2021

A crise climática é a primeira ameaça à paz e à segurança mundiais e é a causa de guerra mais difícil de ser enfrentada na história da humanidade. Sob pressão da Europa - França, Alemanha, Noruega in primis - o Reino Unido e os Estados Unidos voltaram a assinar o acordo de Paris, o Conselho de Segurança das Nações Unidas coloca o dossiê climático sobre a mesa como a causa original dos conflitos.

A reportagem é publicada por L'Osservatore Romano, 24-02-2021. A tradução é de Luisa Rabolini.

As principais vozes se fizeram ouvir na reunião do Conselho dedicada a essa emergência: o enviado dos EUA Kerry, o presidente francês Macron, o primeiro-ministro norueguês Solberg, o primeiro-ministro britânico Johnson sobrepuseram o mapa das guerras e o das crises climáticas, para concluir que a paz mundial depende de paz climática e, portanto, na cooperação multilateral.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Crise climática, principal causa de guerra - Instituto Humanitas Unisinos - IHU