Igreja Alemã: novo presidente da Conferência Episcopal

Mais Lidos

  • Como o Papa Francisco está tentando “feminilizar” a Igreja

    LER MAIS
  • “Os maus-tratos aos animais é uma expressão do mal e da nossa incapacidade de aceitar os outros”. Entrevista com Corine Pelluchon

    LER MAIS
  • Israel-Palestina. Um soldado se sacrifica e um primeiro-ministro renuncia: o genocídio em Gaza provoca ações desesperadas

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

04 Março 2020

"Termina uma era, veremos agora se as Igrejas alemãs serão capazes de moldar uma nova – isso sim seria um evento histórico não apenas para a Alemanha, mas para toda a Europa", escreve Marcello Neri, teólogo, padre italiano e professor da Universidade de Flensburg, na Alemanha, em artigo publicado por Settimana News, 03-03-2020. A tradução é de Luisa Rabolini.

Eis o artigo.

Georg Bätzing, bispo de Limburgo desde 2016, é o novo presidente da Conferência Episcopal alemã. Muito apreciado em sua diocese, marcada por escândalos financeiros relacionados à reestruturação da diocese sob seu antecessor F. P. Tebartz van Elst, Bätzing é um firme defensor do Caminho Sinodal empreendido pela Igreja alemã e iniciou processos de diálogo e sinodalidade dentro de sua Igreja local.

Homem livre e capaz de colaborar parece ser capaz de garantir a devida continuidade no nível das ideias e visões do futuro lançadas sob a presidência de Marx, e introduzir um estilo mais colegial e de escuta na Conferência Episcopal e na exigente empreitada do Caminho Sinodal que, com o seu lançamento, criou as condições para reaproximar a fé vivida concretamente pelo povo de Deus das tarefas que cabem aos bispos do país.

Dois destaques foram mencionados por Bätzing em sua curta conferência de imprensa de apresentação. A consciência de que o cristianismo na Alemanha pode ter um significado e um impacto efetivo apenas de forma ecumênica, com duas Igrejas que não são antagônicas ou alternativas entre si, mas praticam juntas a forma cristã de viver no contexto da vida do país.

Um olhar sereno e cordial lançado sobre a sociedade secular, percebida por Bätzing como um espaço de empatia e simpatia recíproca na responsabilidade que a Igreja alemã tem em relação à sociedade à qual pertence e da qual faz parte.

Ainda faltam duas nomeações importantes na Conferência Episcopal alemã, sob a liderança de Bätzing: a do vice-presidente e a do secretário/a geral. No discurso de despedida de ontem, o cardeal Marx expressou sua opinião de que nada impede a nomeação de uma mulher para esse centro nervoso da máquina complexa que é a Conferência Episcopal alemã.

Outras decisões esperadas pela opinião pública se concentram em torno da questão das violências e abusos sexuais - em particular no que diz respeito à forma de "ressarcimento" para as vítimas.

A mudança geracional almejada por Marx aconteceu dentro de uma Conferência Episcopal que, como disse Bätzing, também é um espelho da sociedade do país: com suas diferenças e visões distintas. A capacidade de torná-las uma oportunidade construtiva, de diálogo e discussão dentro da Conferência Episcopal poderia representar o caminho para um relançamento da Igreja como ponto de referência na construção de um caminho comum capaz de hospedar tensões e oposições sem abandoná-las à esterilidade da polêmica e aos subterfúgios das intrigas.

Do lado católico, com as palavras de hoje de Bätzing, se encerra a época da confessionalização do cristianismo na Alemanha, relançando de maneira propositiva a especificidade de cada uma das duas grandes Igrejas cristãs do país. Termina uma era, veremos agora se as Igrejas alemãs serão capazes de moldar uma nova – isso sim seria um evento histórico não apenas para a Alemanha, mas para toda a Europa.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Igreja Alemã: novo presidente da Conferência Episcopal - Instituto Humanitas Unisinos - IHU